Dar banho em gatos: Afinal, isso é necessário ou não?

Dar banho em gatos faz mal?

Banho em gatos é necessário ou não, será um Mito ou verdade. Dicas.

Quando se fala em dar banho em gatos, as reações são de muita admiração e curiosidade. Se é amante dos felinos ou tem um felino em casa, com certeza, alguma vez já  se perguntou se dar banho a gatos faz mal ou não e, se é realmente necessário fazê-lo. Normalmente, os nossos gatinhos não são muito adeptos da água e tendem a fugir dela, tornando a tarefa de lhes dar banho um pouco complicada.  Neste artigo vamos esclarecer-lhe esta questão e dar-lhe inclusive alguns conselhos para saber exatamente o que tem de fazer no caso de ter de dar banho ao seu pet.

A crença de que os gatos não gostam de água e de eles próprios passam o dia se higienizando e, por isso não precisam de banhos não é verdadeiramente certa e, se continuar lendo este artigo vai perceber porquê. A verdade é que tudo depende de vários fatores, como se o habitou desde pequeno, se teve uma experiência negativa com a água ou se realmente precisamos de o limpar por algum motivo em concreto, entre outros. Por isso, leia este artigo e saiba se dar banho a um gato é bom ou não.

É preciso dar banho a um gato?

A resposta a esta pergunta depende de cada animal. Os veterinários dizem que não é realmente preciso dar banho a um gato se este estiver saudável e tiver com uma boa aparência, pelo menos, não de forma frequente apenas quando for realmente necessário, pois se dermos banho com frequência ao nosso felino, é possível que ele perca os óleos essenciais que o seu pelo contém e que lhe proporcionemos uma experiência traumática. Por isso, dar banho a um gato é bom se ele precisar. Além disso, os felinos são um dos animais mais higiênicos que existem, uma vez que passam a maior parte do tempo se higienizando passando a sua língua por todo o corpo, por isso se o seu gato tem o pelo curto e é interior, com uma boa escovação regular quase sempre será suficiente.Banho em gatos é necessário ou não, será um Mito ou verdade. Dicas.

De certeza que já ouviu mais de uma vez que os gatos odeiam água, mas esta afirmação não é bem verdadeira, pois é tudo uma questão de os habituar. Tal como acontece com outros animais, você pode educar um gato desde pequeno e habituá-lo ao banho e a ter contato com a água, para isso o ideal seria começar a dar-lhe banho a partir dos 2 ou 3 meses de idade, que é quando já têm as vacinas e estão em plena fase de socialização, para não adoecer e aprender que a água não é “má”. Se tiver que habituar um gato adulto ao banho será muito mais complicado.

Além disso, também existem algumas raças de felinos que gostam de água como o gato Bengal que não tem nenhum problema em brincar com a água e é um excelente nadador. Mas claro que, destas raças apenas há algumas excepções. No entanto, é possível habituar um gato ao banho em casa sem sair correndo e sem ter uma experiência negativa.

Quando dar banho a um gato?

Tenha ou não habituado o gato ao banho, existem algumas situações excecionais nas quais pode ser necessário dar banho a um gato:

  • Se acolheu um gato de rua filhote ou adulto e está sujo.
  • Se o seu gato sofre de alguma alergia ou tem alguma infecção na pele.
  • Se o seu felino sofreu de um golpe de calor ou se está simplesmente muito calor no ambiente.
  • Se o seu felino tem o pelo comprido ou semi-longo e não pode desembaraçá-lo com uma escova ou tem a pele oleosa.
  • Se o seu gato tem pulgas e tem de as eliminar com um xampu especial.
  • Se o seu gato tem micose que afeta o pelo, a pele e as unhas.
  • Se o seu felino se sujou com algum produto, sobretudo se é químico ou tóxico, que não se possa tirar e/ou com a ajuda de toalhinhas úmidas.
  • Se o seu felino deixou de se higienizar por algum motivo.

Apenas nestes casos será realmente necessário dar banho a um gato, caso contrário será necessário a sua higiene diária, escovações mais ou menos regulares dependendo do tipo de pelo que tiver, uso de toalhinhas úmidas embebidas em xampus secos específicos para respeitar o ph da pele dos gatos para tirar determinados restos de sujidade sem chegar a dar-lhe um banho.

Conselhos para dar banho a um gato

Antes de dar banho a um gato é importante ter em conta uma série de coisas que é melhor seguir para tornar a experiência o mais agradável possível.

O primeiro banho dos gatos é sempre o pior porque é tudo desconhecido para eles e não sabem o que os espera nesse momento, por isso é muito importante que nós estejamos calmos, sejamos pacientes e não façamos barulhos bruscos nem aumentemos o tom de voz ao falar, para não alterar ou deixar o gato mais nervoso. Deve acariciá-lo e tratá-lo com muito carinho nesse momento.

Também será melhor pedir ajuda a alguém familiar para o seu felino para o ajudar a dar-lhe banho e a segurar nele, se for necessário. Além disso, tente encher a banheira ou recipiente que for usar com água morna antes de colocar o seu gato nela, pois o barulho da água saindo pela torneira pode deixar o seu felino mais nervoso e até agressivo. Além disso, também pode colocar uma toalha no fundo da banheira, para o caso de querer arranhar com as suas unhas.

Utilize um xampu específico para gatos para não prejudicar a pele nem o pelo do seu pet e dê-lhe banho de forma suave, tentando não tocar toda a zona da cabeça nem se aproximando muito dele para não o arranhar no rosto. Uma vez que o tenha ensaboado e enxaguado bem, seque-o bem com uma toalha, de maneira a tirar o máximo de umidade possível. Se acha que o seu gato vai tolerar bem o barulho do secador, então coloque-o a uma temperatura baixa e numa potência média e comece a secar-lhe o pelo a uma distância prudente.

Quanto mais cedo o fizer e quantas mais vezes der um banho ao seu gato, mais chances tem dele acabar gostando da experiência e ser mais fácil para todos, por isso não tenha medo e deixe-se de se perguntar se dar banho a um gato faz mal ou não, porque depende de muitos fatores.

Materiais necessários para o banho e pós-banho

Antes de iniciar o banho do seu peludo, prepare os materiais necessários para que estejam ao seu alcance durante e pós o banho, não necessitando de sujeitar o seu gato a pausas desnecessárias que tornem o banho demorado demais para a paciência do felino.

  • Um tapete: O facto de usar um tapete antiderrapante na sua banheira irá ajuda-la tanto a si como ao seu amiguinho, pois este irá sentir-se mais confortável e também não irá escorregar enquanto lhe está a dar banho;
  • O Champô: Não use do seu champô para dar banho ao seu amigo, compre um especificamente para ele, os que não são para gatos podem fazer-lhes mal à pele e ao pêlo, pois são tóxicos. Aconselhe-se com o seu veterinário assistente sobre o champô mais apropriado para o seu felino;
  • Para manchas: Para o caso de estar a lavar o seu pequeno por causa de este estar bastante sujo e com algumas nódoas de óleo ou gorduras, faça o seguinte: Antes de lavar o gato, no local onde ele tem as manchas de gordura, massaje-as com uma gordura que seja menos forte (manteiga, um pouco de óleo vegetal) até que as duas gorduras se tenham misturado. Não use água, limpe agora com um pano seco. Caso as manchas sejam muito grandes, poderá repetir o processo até que estas saiam. Depois de fazer isto, já pode lavar o seu gato normalmente;
  • O pente: é necessário que remova os nós e os embaraços do pêlo do seu gatoantes de o molhar com a água, passe o pente para que fique com o pêlo mais suave. Caso o pelo do seu amigo esteja muito embaraçado, tente desfazer alguns nós com as mãos antes de colocar o pente, pois caso contrário poderá magoar o gatinho;
  • Bacia e copo: Apesar de ter o seu gato na banheira, é aconselhável que tenha uma bacia com água morna e um copo ao seu lado para que consiga retirar o champô do pêlo do gatinho sem que o assuste;
  • Toalha e secador: Quando acabar o banho, limpe de seguida o seu amigo a uma toalha retirando o excesso de água. Se por acaso tiver um secador em casa que não faça muito barulho, pode sempre tentar secar o seu amigo, em qualquer dos casos, se ele ainda não estiver seco a 100% coloque-o numa divisão quente, evitando que fique doente por causa das correntes de ar.Banho em gatos é necessário ou não, será um Mito ou verdade. Dicas.

Dicas para dar banho ao seu amiguinho

  • Proteja-se: A tarefa de dar banho a gatos é bastante complicada sobretudo se o seu amigo já tiver tido algum problema com a água, por isso é aconselhado que quando o for para fazer, não use nem roupa nova nem roupa em que o corpo fique muito à vista. Opte por usar camisolas de manga comprida, evitando assim que o seu gato arranhe com as unhas diretamente na pele;
  • Peça ajuda: É mais fácil dar banho em gatos com êxito e com calma se tiver alguma ajuda, enquanto uma pessoa lava o gatinho a outra segura e tranquiliza o bichano para que este não tente fugir;
  • Prepare a água: Antes de colocar o peludinho na banheira é importante que prepare a água, esta não deve estar nem muito quente nem muito fria e deve atingir no máximo a altura da barriga do seu patudo. É importante que não o lave em água corrente, pois isso poderá assusta-lo;
  • Lave-o com calma: Durante todo o processo é essencial que mantenha a calma e com um tom de voz baixo. Não coloque água diretamente na cabeça do felpudinho, opte por lavar essa a face, os olhos e as orelhas com uma toalha molhada ou um toalhete. Vá massajando o corpo do seu gato com calma e movimentos suaves para que este não se assuste e a experiência do banho não se torne traumática;
  • Retire o xampu: Já lavou o seu gato, mas agora têm de retirar o xampu e tem a banheira cheia de água? Calma, não use o chuveiro. Comece por destapar a banheira e deixe que fique sem água, enquanto isso acontece comece por retirar o xampu com um copo que vai enchendo de água. Assim ele não se irá assustar com a água corrente. É importante que retire todo o xampu do pelo, pois como sabe eles têm a tendência de se lamber e caso fique algum resto de xampu eles podem ingeri-lo.

Portanto, deixe-se de se perguntar se dar banho a um gato faz mal ou não, porque depende de muitos fatores. Quanto mais cedo o fizer e quantas mais vezes der um banho ao seu gato, mais chances tem dele acabar gostando da experiência e ser mais fácil para todos, por isso não tenha medo. Dar banho a gatos nem sempre é fácil, mas verá que com estas dicas a tarefa ficará bem mais simples. Partilhe conosco a sua experiência se já deu banho ao seu gato na caixa de comentários em baixo!

Fonte: Perito Animal

 

Deixe uma resposta