Gestação Canina - Blog Finofaro

Gestação Canina

Gestação Canina – Fases, dicas e cuidados!

Seja de um animal ou de uma pessoa, a gravidez é uma das coisas mais bonitas que existe, é a materialização do milagre da vida. Por isso, seja humana ou gestação canina, é sempre um prazer falar sobre a gestação.

Existe uma série de cuidados que devem ser tomados antes, durante e após enfrentar uma gestação canina bem planejada. O primeiro deles é, sem dúvidas, a escolha do macho ideal, que deve ser do mesmo porte da fêmea ou menos, para evitar, por exemplo, que a fêmea tenha problemas na hora de dar a luz a filhotes muito grandes. Fêmea e macho também devem estar com as vacinações em dia e devidamente saudáveis.

gestacao canina - Blog FinofaroAjudar o seu cão durante a gestação pode ser uma tarefa intimidante e árdua, mesmo em circunstâncias perfeitas. Se já é seu animal de estimação, ou você optou por adotar uma cadela grávida, há muita coisa que você deve saber para preparar-se amplamente para a estrada à frente.

Elaboramos uma lista com cinco dicas úteis para cuidar de sua cadela, de modo que ajude você neste processo com mais facilidade e, talvez, com algum prazer. Para entender estas cinco dicas, é melhor que antes tenha algum conhecimento das diferentes fases da gestação que ela irá percorrer.

Fase 1: Período de espera

As primeiras três semanas após a cruza são fáceis de gerir, pois você ainda não é capaz de determinar se a sua cadela conseguiu engravidar.

A quantidade de filhotes será diferente em cada raça e também em cada fêmea em particular. Pode chegar até à marca de oito filhotes.

Em uma gestação indesejada nunca utilize de anticoncepcionais na cadela gestante, pois isto pode levar a uma infecção de útero chamada piometra, trazendo risco de vida à sua pet.

Fase 2: A gravidez é confirmada

Gestação canina - Blog FinofaroEsta fase que ocorre aproximadamente no intervalo de tempo da terceira e quarta semana pode ser uma fase muito divertida para você, porque agora é capaz de confirmar a gravidez e já poderá fazer o primeiro ultrassom, que será capaz de identificar as diferentes partes do novo corpinho.

O período de gravidez de uma cadela dura, aproximadamente, 65 dias, com uma pequena margem de erro. A gestação canina poderá ser confirmada, através do ultrassom a partir dos 25 dias e através de palpação feita pelo veterinário, somente a partir de trinta e cinco dias após a cruza.

Fase 3: As Formas do Feto

Gestação Canina - Blog FinofaroDurante as semanas cinco e seis, órgãos começarão a desenvolver e ambos, o feto e a mãe vão começar a crescer rapidamente. Isto pode parecer rápido, mas com certeza é bem na hora certa. Este é um dos momentos mais importantes da gestação de um cão, já que as partes mais importantes do organismo do animal começam a se formar: ossos, músculos e medula espinhal, além de todos os órgãos vitais do animal. E, por isso, os cuidados devem ser redobrados, aumentando as visitas ao veterinário, caso seja necessário.

Nesse momento também é possível escutar as primeiras batidas do coração (por volta do trigésimo dia). É incrível que, em apenas 30 dias, um coração possa bater pela primeira vez!

Fase 4: Filhotes têm formas definidas

Da sétima a nona semana os filhotes no ventre da mãe estão praticamente formados, a pelagem começa a crescer e absorvem tudo o que necessitam a partir da placenta de sua mãe. Eles já estão desenvolvidos e estão engordando um pouco para nascer fortes e

saudáveis. Essa é a última fase do processo de gestação de um cão e será também a fase em que todos os detalhes serão finalizados.

Após os trinta dias de gestação, a cadela prenhe deve receber uma ração especial, mais calórica e com alto teor de proteína e de cálcio, além de também precisar comer em maior quantidade. As rações especiais para filhotes são ideais para suprir as necessidades da futura mamãe e evitar a eclampsia, que é uma alteração semelhante a uma convulsão que a cadela apresenta no caso de falta de cálcio, pré e/ou pós-parto.

Gestação Canina - Blog FinofaroA partir de um ultrassom, por volta do 55º dia será possível saber quantos filhotes vão nascer. Esta informação auxiliará na hora do parto, pois, se não souber quantos filhotes foram concebidos, pode acontecer de algum ser esquecido dentro do útero, causando complicações para mãe e filho.

Durante estas semanas, o seu cão vai começar a ficar irritado e ansioso. Não se preocupe, pois é uma atitude normal de uma cadela que está se aproximando ao início do trabalho de parto.

Fase 5: Preparativos finais e o parto

O dia tão esperado está se aproximando, é necessário preparar tudo para que a mãe tenha um parto tranquilo.

Escolha um lugar acolhedor e muito tranquilo, onde ela possa se sentir confortável e segura. É recomendável que esteja presente o menor número possível de pessoas por perto. Pois muitas pessoas deixará a mãe nervosa e pode complicar as coisas.

Gestação Canina - Blog FinofaroAssim que os filhotes estiverem fora do que tem sido o lar deles durante a breve vida, você deverá colocar a mãe e os bebês em uma caixa que você tenha cortado com antecedência, para que os filhotes possam sair e entrar com facilidade.

Não deixe que ninguém fique perto dos cachorrinhos, pois a mãe normalmente fica agressiva. Traga-os para perto da mãe para se alimentarem e fique de olho para que todos comam o necessário. Se algum dos filhotes não comer, poderá alimentá-lo com leite para bebês através de uma seringa. Lembre-se que a mãe e os filhotes serão dependentes de você.

Dicas e cuidados com a gestação das cadelas

Dica 1: Aproveite as duas primeiras semanas!

Durante as duas primeiras semanas, você ainda é capaz de furar a qualquer que seja sua rotina pode ter estabelecido. Alimentando, andando e aliciamento hábitos podem permanecer o mesmo durante este tempo. Em última análise, nesta fase nada realmente precisa ser feito, além de dar o seu amigo peludo sua quantidade regularmente atribuído de amor e carinho. Verifique se o seu cachorro tem alimentação adequada e água suficiente .

Dica 2: Leve seu cão a um veterinário

Gestação Canina - Blog FinofaroQuando seu cão tiver entrado em sua terceira semana de gravidez, é melhor levá-lo ao veterinário, para confirmação.

É provável que o veterinário dê uma estimativa do tamanho da ninhada para que você se prepare para a chegada. Além disso, este é o momento em que o seu veterinário irá verificar se há quaisquer potenciais complicações. Se ela foi engravidada por acidente, você pode discutir com seu veterinário se a castração é algo a considerar para o futuro.

Durante este tempo não há muito a ser feito. Os hábitos e alimentação podem permanecer os mesmos. No máximo, você deve ser mais cuidadoso na hora de brincar com seu animal de estimação. Se a cadela gestante for do tipo que se estressa muito durante os banhos, eles devem ser diminuídos durante o período, para que não se corra o risco de um parto prematuro dos filhotes.

Recomenda-se que a cadela faça atividades físicas leves durante a gestação, como pequenas caminhadas, para fortalecer os músculos e o parto ser mais fácil para ela.

Dica 3: Preparar para o nascimento

Quando seu cão chegar à sétima semana, é hora de começar a se preparar para o nascimento. Em primeiro lugar, leve ao veterinário para verificar se há possibilidade de problemas potenciais, para garantir que não aconteça nada errado nem com a cadela, nem com os filhotes na hora do parto.

Então, você está pronto para a chegada dos filhotes. O processo de um nascimento canino é conhecido como parto. O melhor lugar para um cão e seus filhotes deve ser privado e tranquilo, por isso é importante providenciar com antecedência e certificar-se de que sua escolha estará disponível nas semanas seguintes para a mãe e seus filhotes.

Dica 4: Ser um bom anfitrião

Gestação Canina - Blog FinofaroDurante a última semana de gravidez, é fundamental dar uma atenção extra para a mãe. Você deve preparar o ambiente onde ela dará a luz. É importante que seja um espaço onde a cachorra esteja acostumada a ficar e que ela tenha privacidade, sem atrapalhar os moradores da casa nem ser atrapalhada por eles. O ninho pode ser feito com papelão, jornal, ou qualquer outro material fácil de limpar e que seja confortável para a cadela. Sempre que possível incentive o seu animal a ir até a área de parto, uma vez que está organizado.

Dica 5: Aprecie o processo!

Após o inicio do trabalho de parto, que é quando se iniciam as contrações abdominais e/ou quando a cadela solta um líquido esverdeado pela vagina, a cadela tem até duas horas para dar a luz ao primeiro filhote. Caso ela fique exausta neste tempo ou passe deste período, é indicado ir a um veterinário para um exame de ultrassom, para visualização e mensuração da condição dos filhotes e, se necessário, haver a intervenção veterinária no parto.

Em caso do primeiro filhote sair sem problemas, a cadela tem também duas horas de intervalo entre os nascimentos. Caso este período aumente, também é necessário que se encaminhe ao veterinário para os devidos procedimentos.

Após o parto, é comum que a cadela, ao perceber um filhote muito fraco, o deixe de lado para cuidar dos outros que tem mais chance de sobreviver. Também é comum que ela coma o filhote morto, para limpar o ninho. Não se assuste, esse comportamento é instintivo da cadela.

É comum que a cachorra não deixe ninguém se aproximar das suas crias recém-nascidas, por isso é preciso ter cuidado e respeitar o espaço dela, evitando estresses e maiores problemas. Com o tempo, ela percebe que o dono só quer ajudá-la e permite a aproximação.

Caso a cadela não esteja amamentando, é necessário um auxílio colocando os filhotes nas mamas, e caso a cadela não tenha leite, é necessário que imediatamente vá a uma loja de produtos para animal para comprar leite artificial e este ser oferecido aquecido aos filhotes. Lembre-se que em poucas horas o filhote pode apresentar hipoglicemia, desidratação e morrer, não fique esperando e, em caso de dúvida, encaminhe o animal a um médico veterinário.

Participar do nascimento de filhotes é uma experiência maravilhosa. Se você fizer a sua parte com cuidado e executando-a da melhor forma possível, a mãe conseguirá realizar todo o trabalho. Depois do nascimento dos filhotes, é importante que ela volte a se exercitar para não correr o risco de obesidade.

Obrigado pela leitura, se ainda tiver um tempo, sugerimos a leitura do post “Desmame do cachorro, como e quais cuidados tomar” – Tema muito interessante.

Visite nossa loja Finofaro Loja

 

Deixe uma resposta