Como as brincadeiras influenciam o desenvolvimento saudável da Criança

Como as brincadeiras influenciam o desenvolvimento da Criança

Desenvolvimento saudável: como as brincadeiras influenciam?

Com a mudança e a evolução da tecnologia, o excesso de afazeres das famílias, houve uma diminuição no tempo e nas brincadeiras com as crianças. Quase sempre, nós os pais, entregamos um tablete, celulares, televisões ou computadores, para as crianças brincarem e assim temos tempo para fazer alguma atividade dentro de casa ou mesmo, descansar.

Mas isso não faz bem e deve ser evitado, os recursos tecnológicos devem ser utilizados com muita cautela, limites de tempo e sobre supervisão. Como as brincadeiras influenciam o desenvolvimento saudável da Criança

E devemos levar nossos filhos a brincar como nós brincávamos, mas, como antigamente é perigoso, devemos buscar os parquinhos, parques e playgrounds.

A maneira mais poderosa que as crianças aprendem não é apenas nas salas de aula ou nas bibliotecas, mas nos playgrounds e nas salas de jogos, de acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP).

No IV Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil , ocorreu uma palestra patrocinada pelo Instituto Alana, “Benefícios do Contato Entre a Criança e a Natureza” proferida pelo Dr. Ricardo Ghelma, mostrando a importância de brincar e ter um contato com a natureza.Como as brincadeiras influenciam o desenvolvimento saudável da Criança

De acordo com o relatório clínico da Academia Americana de Pediatria, a brincadeira infantil não é frívola. Em vez disso, brincar é a construção do cérebro, uma parte central do desenvolvimento saudável da criança, uma chave para as habilidades das funções executivas e um amortecedor contra os impactos negativos do estresse.

A AAP publicou “O Poder do Jogo: Um Papel Pediátrico no Aprimoramento do Desenvolvimento em Crianças Pequenas” na Pediatrics de setembro de 2018, onde é fornecido numerosos exemplos da importância do jogo para o desenvolvimento saudável da criança.Como as brincadeiras influenciam o desenvolvimento saudável da Criança

Em um estudo, crianças de três a quatro anos, ansiosas para entrar na pré-escola, ficaram duas vezes mais aliviadas dos estresse quando permitiram brincar com professores ou colegas por 15 minutos, comparadas a colegas que ouviam um professor lendo uma história.

No entanto, o recreio das crianças tem sido ameaçado por mudanças na sociedade. De 1981 a 1997, o tempo de recreação diminuiu em 25%, sem contar que 30% das crianças do jardim de infância não possuem mais recesso escolar, assim sendo substituído por lições acadêmicas, de acordo com a pesquisa publicada na Advances in Life Course Research.

Programa como fazer seu bebê dormir em 10 minutos. Ebook para solucionar todos os problemas dos pais em relação ao sono dos seus filho. Todos já ouvimos reclamações do tipo “Meu filho não dorme” ou “Só dorme no peito”, uma reclamação bastante comum.Clique AQUI

A AAP, recomenda que a aprendizagem seja melhor alimentada, facilitando a vontade natural da criança de brincar, e não através de motivações externas, como pontuações nos testes. Os médicos devem incentivar o aprendizado lúdico para pais e bebês , escrevendo uma “receita para brincadeiras” em todas as visitas de crianças nos primeiros dois anos de vidas.

O jogo começa cedo e continua através do desenvolvimento saudável de uma criança. Novos pais devem observar e responder ao comportamento não-verbal dos bebês durante os primeiros meses de vida. Por exemplo, quando um bebê sorri para você, sorria de volta. O esconde-esconde é outro jogo importante.

O Hospital Infantil Sabará assegura importância de promover recesso e atividade física para crianças, onde educadores, pediatras e famílias devem defender e proteger o jogo desestruturado e o aprendizado lúdico tendo em vista os inúmeros benefícios.

Da próxima vez que seu filho quiser brincar com você, diga sim. É uma das melhores partes de ser pai e uma das melhores coisas que você pode fazer pelo seu filho. O brincar ajuda as crianças a aprenderem habilidades de linguagem, matemática e sociais, além de reduzir o estresse.

 

Deixe uma resposta