Entenda tudo sobre castração de cães e gatos e seus benefícios

Ao contrário do que muitos pensam, o ato de esterilizar um animal representa um gesto de amor e de responsabilidade. Recomenda-se castrar o animal antes de um ano de idade, de preferência por volta dos seis meses. Isso reduz em cerca de 90% as chances de a fêmea desenvolver o câncer de mama e além disso garante uma maior facilidade de recuperação pós-cirúrgica. A castração traz benefícios inegáveis à saúde da fêmea, como a erradicação do risco de piometra (infecção do útero que atinge cerca de 60% das cadelas não castradas, doença grave que pode provocar a morte do animal e é extremamente comum também na idade avançada de gatas), além de garantir uma prevenção segura de ninhadas indesejadas.

Nunca use anticoncepcionais para cadelas e gatas, pois eles podem falhar e causar doenças graves como o câncer. Diante dessas informações recomendamos a castração para cães e gatos, sendo ainda mais recomendada a castração para os animais de rua, que aumentam a população de cães abandonados e que sofrem nas ruas da cidade.

O problema da superpopulação de cães de gatos é real e cada vez mais grave segundo a WSPA (Sociedade Mundial para a Proteção dos Animais), uma única cadela com uma vida reprodutiva de 6 anos mais seus descendentes poderá dar origem a 64.000 animais, enquanto uma gata em apenas 2 anos poderá deixar 2.000 descendentes.

O principal objetivo de castrar seu cachorro é, obviamente, prevenir que ele tenha filhotinhos e, para isso, o procedimento é extremamente efetivo. A cirurgia de castração começou a ser usada nos EUA nos anos 70 e desde então só vem diminuindo a quantidade de filhotinhos abandonados na rua ou em abrigos – alguns até fazem campanhas de castração de filhotes.Entenda tudo sobre castração de cães e gatos e seus benefícios

Atualmente existe uma grande preocupação com o controle populacional  de cães e gatos, e a castração é uma das formas de evitar que animais (principalmente filhotes) sejam abandonados diariamente nas ruas, portas de clínicas veterinárias, pet shops, ongs de proteção animal. Mas além  de evitar ninhadas indesejadas, a castração também pode trazer outros benefícios para o animal e seu proprietário. Entenda um pouco mais sobre o assunto:

Castração de fêmeas de cães e gatos

Nome da cirurgia: Ovário-histerectomia

O que é feito na cirurgia: retira-se o útero, ovários e tubas uterinas, com o animal sob anestesia geral

Pós-operatório: duração média de 7 a 10 dias, de preferência acompanhado diariamente  pelo Médico Veterinário. Limpeza diária do local da cirurgia, com produto específico, uso de analgésicos se necessário e antibiótico até retirada dos pontos. É indicado uso de colar elizabetano ou roupinha cirúrgica para evitar que o animal lamba o local da cirurgia e acabe arrancando os pontos

Vantagens:

A castração precoce das fêmeas, ou seja, antes do primeiro cio, reduz em até 95% as chances do animal apresentar tumor de mama na fase adulta, visto ser um tipo de tumor hormônio dependente (hormônio produzido pelos ovários);

Previne o aparecimento de piometra (doença causada pelo acúmulo de pús dentro do útero, que se não tratada a tempo, pode levar a fêmea a morte), metrite, tumor de ovário e útero, TVT (tumor venéreo transmissível)  e pseudociese (gravidez psicológica);

A fêmea não entrará mais no cio, e com isso não irá atrair os machos;

Evita a ocorrência de gravidez indesejada, e conseqüente abandono de ninhada.

Castração de macho de cães e gatos

Nome da cirurgia: Orquiectomia

O que é feito na cirurgia: retira-se os testículos preservando a bolsa escrotal, com o animal sob anestesia geralEntenda tudo sobre castração de cães e gatos e seus benefícios

Pós-Operatório: duração média de 7 a 10 dias, de preferência acompanhado diariamente  pelo Médico Veterinário. Limpeza diária do local com produto específico,  uso de analgésicos se necessário e antibiótico, até retirada dos pontos (no caso de cães). Dependendo do animal, pode ser indicado o uso de colar elizabetano para evitar lambedura no local da cirurgia.

Vantagens:

Se realizada durante a juventude (cães e gatos), evita/diminui hábitos  inconvenientes como demarcação de território com urina;

O animal tende a ficar mais calmo;

Evita brigas por dominância  e disputa por território, em locais onde convivem vários animais juntos;

Evita fugas de casa atrás de fêmeas no cio e conseqüente brigas, atropelamentos, envenenamentos, bem como contágio com algumas doenças infeciosas transmitidas pela saliva/mordida, como Fiv e Felv nos gatos e Raiva nos cães e gatos.;

Previne doenças como tumor de próstata e conseqüente hérnia perineais e perianais (principalmente nos cães), tumor de testículo, TVT (tumor venéreo transmissível –  uma vez que o animal sem o estímulo hormonal perde a libido, e não irá mais acasalar. Esta diminuição da libido pode variar de acordo com a idade que o animal for castrado);

 

Desvantagens para ambos sexos

Tendência a ganho de peso: pela diminuição da ação hormonal o animal pode se tornar um pouco mais sedentário, porém o ganho de peso pós-castração depende de outros fatores, tais como: espécie, porte do animal, idade, predisposição racial, predisposição genética, hábitos alimentares e nível de atividade física.

O animal pode ficar um pouco mais sedentário  (o que não interfere necessariamente na sua função de guarda, para cães com esta característica), visto que os animais castrados mantem a mesma capacidade de desempenho, como caçar, pastorear animais e servir de guarda, caso seja inerente a raça.

A castração precoce pode retardar o fechamento de fises de ossos longos, fazendo com que ossos longos  fiquem pouco mais compridos, levando a um animal “mais alto”

Castração precoce, pode fazer com que fêmeas principalmente de raças grande e gigantes, permaneçam com vulva juvenil, o que futuramente pode levar a dermatite de prega vulvar recorrente.

Cuidados

Vale lembrar que assim como qualquer procedimento cirúrgico, a castração envolve riscos, e por isso deve sempre ser realizada pelo Médico Veterinário em uma clínica ou hospital veterinário, devidamente equipados. Em geral são realizados exames pré operatórios entre eles: hemograma, função renal, hepática e urinálise para avaliar a condição do animal bem como escolher o protocolo anestésico de acordo com doenças pré-existentes ou não.

Veja mais algumas vantagens da castração:

Gatos

– Os gatos castrados são mais calmos e mais caseiros. Esse procedimento também evita o hábito de “spray” de urina para marcação de território, ferimentos por brigas, doenças contagiosas, etc. Lembre-se gatos são diferentes de humanos, não acasalam por prazer e sim para procriação.

– As gatas castradas são menos nervosas, mais relaxadas, brincalhonas e afetivas. A tendência para engordar pode ser controlada com alimentação correta, quem fornece a ração ao animal é você.

– Fêmeas e machos, não castrados, fazem marcação com urina pela casa, deixando um cheiro horrível. Tentam fugir, miam alto e trazem transtornos com os vizinhos.

Cães

– Os cães machos castrados deixam de fugir tentando ir atrás de fêmeas no cio, têm menos necessidade de marcar território com urina, porém continuam guardiões da casa e da família. Machos chegam a sentir o cheiro do CIO da fêmea a centenas de metros. Lembre-se cães machos são diferentes de humanos, não acasalam por prazer e sim para procriação.

– As cadelas castradas deixam de atrair a legião de machos à sua porta na época do CIO, não tentam fugir para cruzar e não têm mais cio. A castração diminui em até 90 % as chances de desenvolver câncer de mama, além da piometria. Lembre-se as cadelas entram no cio exclusivamente para procriação, elas não sentem “vontade” de acasalar como os humanos, nem têm “Vontade de ser Mãe”.

Cães e Gatos

– A castração também aumenta a expectativa de vida de todos os animais, pois evita problemas de saúde como tumores de mama e do aparelho reprodutivo e piometra.

– O CIO consiste em um período de sofrimento e uma angústia, já que o instinto de preservação e os hormônios ficam à flor da pele.

– Fêmeas não têm o desejo de serem mães, como acontece com mulheres. O CIO é um processo biológico instintivo e irracional para preservação da espécie.

– A castração elimina a Gravidez Psicológica, comum em algumas fêmeas, tanto nas gatas como nas cadelas, após o término do cio, o que ocasiona aumento das mamas (muitas vezes com edema), a produção de leite e irritabilidade excessiva.

Onde castrar?

Só quem pode efetuar a castração é o médico veterinário, procure também entidades de Proteção Animal que fazem tal cirurgia a preços reduzidos e verifique se a Prefeitura de sua cidade realiza o procedimento gratuitamente, através dos Centros de Controle de Zoonoses ou de grupos de defesa animal cadastrados.

ANTICONCEPCIONAIS NÃO! Alguns donos dão anticoncepcionais para cadelas e gatas, acreditando ser um método mais barato e prático.Está comprovado por pesquisas que ANTICONCEPCIONAIS causam tumores (CÂNCER), infecção uterina e outras doenças como a piometra. Veterinários responsáveis NUNCA receitam anticoncepcionais!

 Esclarecimento sobre as principais afirmações sobre castração:

“Castração engorda?”

O animal não engorda devido à castração e sim pela diminuição de suas atividades físicas, o animal deve ter uma dieta balanceada sem petiscos, comendo uma quantidade adequada de ração para o seu tamanho e fazer regularmente exercício físico, como por exemplo, uma caminhada.

“Eu não posso pagar!”

O custo da operação será amplamente compensado por futuros gastos com alimentação, vacinas, do animal gestante e das crias. Ou de eventuais complicações no parto ou ainda despesas com cirurgias e medicamentos decorrentes de doenças em animais não castrados (ex. Piometra). Hoje, várias clínicas realizam castrações a preços reduzidos ou facilitam pagamento.

“Ele não tomará mais conta da casa?” 

Os animais castrados não perdem o instinto de proteger seu território. Por outro lado, perde o indesejável costume de urinar em diversos cantos, que é a marcação do seu território. Cabe ainda lembrar que animais castrados ficarão mais caseiros principalmente os gatos, deixando de se envolver em brigas na disputa de fêmeas.

“Mas ela precisa ter pelo menos uma cria…”

Ter uma cria não acrescenta saúde ao animal e sim mais animais ao problema. Pesquisas mostram que, quanto mais cedo for realizada a castração, menores as chances de a fêmea desenvolver câncer de mama. A castração também prevenirá o surgimento de Piometra, doença frequente em fêmeas adultas.

“Cão castrado é mais propenso a problemas de saúde?”

A probabilidade de pegar doenças não aumenta com a castração. Pelo contrário: a retirada de útero e dos ovários, ou testículos, acaba com a possibilidade de infecções e tumores naqueles órgãos, e de complicações ligadas à gravidez e ao parto. Sem acasalamentos, as doenças sexualmente transmissíveis deixam de representar risco.

Entenda tudo sobre castração de cães e gatos e seus benefícios

Castrar não é apenas o maior ato de amor que você pode fazer pelo seu amigo, é também um ato de responsabilidade. 

Importância da castração na Posse Responsável

Sabendo dos benefícios médicos da castração para o animal, é importante também que as pessoas se conscientizem que reproduzir um animal não é uma decisão a ser tomada por impulso, só pelo prazer de ter filhotes em casa, ou então tomados pelo antigo pensamento de que é necessário a fêmea ter pelo menos uma cria durante a vida (o que não é correto, pois como foi dito, a castração precoce previne vários problemas de saúde). Ou ainda,  que os animais “sentem falta” de se reproduzir, o que também é uma inverdade pois os cães e gatos não copulam por prazer, apenas para perpetuar a espécie. Portanto eles não sentem falta de “namorar”, pois  só o fazem em resposta a  estímulos hormonais (a atração do macho pela fêmea no cio).

Além disso, é preciso ter em mente que o animal, é um ser vivo, e como tal, tem sentimentos e assim como nós sentem fome, frio, medo, dor, saudades, sabem retribuir carinho e por isso colocar uma vida no mundo é uma decisão muito séria. Uma cachorra/gata grávida gera gastos com exames gestacionais, podem precisar de cesareana, além de poderem gerar ninhadas numerosas. Após isso, os filhotes precisarão de cuidados com alimentação, medicamento e acompanhamento veterinário até completarem idade de desmame, que varia de 45 a 60 dias de vida.

Não bastasse isso, antes de reproduzir um cão ou gato, é preciso ter conhecimento sobre a raça, temperamento dos pais, fazer exames para identificar ou descartar a presença de doenças reprodutivas e/ou hereditárias (como por exemplo brucelose, displasia coxo-femoral, sarna demodécica, atopia entre outras). Deve-se estar ciente que o cão ou gato, vive em média 15 anos, geram gastos mensais com alimentação e cuidados de saúde (veterinário, vacinas, remédios), precisam de carinho, amor, atenção, precisam ser educados e alimentados, ou seja, necessitam de dedicação e tempo disponível para que se tornem ótimo companheiros.

Portanto, a decisão  de castrar o  cão ou gato, prevenindo com isso o aparecimento de várias doenças no animal, além de praticar a posse responsável, deve ser assunto de interesse de todos os proprietários de cães e gatos.

Acesse e conheça nossa Loja Finofaro PetShop

 

Deixe uma resposta