Importância da adoção consciente de animais abandonados

A superpopulação de animais abandonados é uma realidade, especialmente em grandes centros urbanos. Animais sem lar e sem tutores são um problema social e ambiental: são foco de doenças, reviram lixo buscando alimento, podem atacar pessoas, correm risco de morte por atropelamento ou envenenamento, podem sofrer maus tratos e passam frio, fome e sofrimento.

As pessoas têm grande preconceito em adotar animais que foram abandonados e não fazem ideia de como esses animaizinhos chegaram até lá.

Confira este material exclusivo que tem o intuito de informar e conscientizar a todos de que existe muito animal saudável (e de raça) que acaba morrendo por abandono e falta de cuidados. E principalmente, que antes de comprar um animal, tenha em mente de que existem milhares de cães e gatos que estão prontos para serem adotados.

Veja o infográfico e compartilhe!

Obs:  Ao adicionar esse infográfico em qualquer site, não se esqueça de compartilhar os créditos e link.

verdades sobre a adoção de animais no Brasil

Utilize esse Código para Adicionar ao seu Site

</p><br /><br /><br /><br />
<p><a href=’https://amoraospets.com/wp-admin/post.php?post=1586&action=edit’><img src=’https://amoraospets.com/wp-content/uploads/2018/03/info-doacao-caes-gatos.jpg’ alt=’Verdades sobre a Adoção de Animais no Brasil’ width=’700px’ border=’0′ /></a>


Análise de dados

  • Existem cerca de 30 milhões de animais abandonados pelas ruas brasileiras (dados de 2014).
  • Não existem informações muito recentes, mas estima-se que esse número seja extremamente maior nos dias atuais.
  • É de extrema importância que esse infográfico chegue ao maior número de pessoas possível, para que se entenda que uma raça que “está na moda” ou o “pet é tão fofinho” não são motivos suficientes para adotar/comprar um animal.
  • Falta apoio, espaço e cuidados para tantos animais.
  • Para evitar que mais deles fiquem abandonados nas ruas, esses cães e gatos muitas vezes são eutanasiados (pelos mais diversos motivos).
  • Esses cães e gatos vivem em lugares superlotados, muitas vezes sem estrutura para atendê-los de forma qualificada e acabam morrendo.

 

Principais causas de morte:

  • Falta de assistência médica completa
  • Doenças
  • Fome

 

A culpa não é de quem resgata, nem de ONGs e nem de quem apoia a causa animal.Infelizmente são muitos animais e poucos recursos disponíveis, o que torna quase impossível fazer todos os exames necessários e providenciar o cuidado específico que cada um deles necessita.

 

Estatísticas de Ajuda aos Animais no Brasil

  • Não existe números concretos de ONGs, abrigos e CCZs que estão disponíveis para ajudar os animais no Brasil.
  • Devido ao grande número de cães e gatos abandonados nas ruas, pode-se afirmar que definitivamente não é o suficiente.
  • 8 a cada 10 animais nas ruas já tiveram um lar.

 

Causas que levam ao abano de cães e gatos:

doação de cães e gatos

Dados retirados do Medium.com/Jornalismo-de-Dados

 

Os cães e gatos que são mais abandonados, são os animais mais velhos e geralmente, de porte grande. Também é comum abandonarem ninhadas de filhotes.

Como ajudar na doação de cães e gatos no Brasil?

Podemos fazer a diferença juntos.

Como?

Simplesmente ajudando com uma quantia pequena mensalmente, para alguma ONG que você apoia e faz um trabalho de transformação na vida desses animais.

 

Entenda os custos que as ONG´s têm com um bichinho:

quanto custa manter um animal em uma ong

Imagem fornecida pela SMPA

** Vale ressaltar que esses valores são baseados em uma média, mas podem variar tanto para mais quanto para menos. 

ONGS que Você Pode Ajudar

São diversas ONGs e projetos espalhados pelo Brasil. Veja alguns exemplos a seguir.

ONG Abrigo dos Bichos
Campo Grande/MS
(67) 99955-4949

Sociedade Mineira Protetora dos Animais
Avenida Afonso Pena, 100 – Centro
Belo Horizonte/MG
Telefone: (31) 3037-7475

SUIPA  – Sociedade União Internacional Protetora dos Animais
Avenida Dom Hélder Câmara, 1801 – Benfica
Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 3297-8775

ALPA Limeira – Associação Limeirense de Proteção a Animais
Limeira/SP
Doações direto pelo site

Eco Desenvolvimento
R. José Maria Lisboa, 860 – Jardim Paulista
São Paulo / SP
(11) 3052-0662

IVVA Instituto de Valorização da Vida Animal
Campinas/SP
atendimento@ivva-campinas.org.br

ONG Bicho Legal
Rua Constantino de Sousa, 533
Campo Belo/SP
bicho.legal@yahoo.com.br

Mas não posso ajudar mensalmente, o que fazer?

Por mais que amemos os animais e se fosse possível, adotaríamos todos os bichos, existem pessoas que simplesmente não tem condição nenhuma.

Você pode ajudar, pegando um animal de rua, fazendo uma vaquinha entre amigos para castrá-lo e evitar assim o aumento da atual superpopulação de cães e gatos nas ruas.

Veja esses números de quanto um cão e um gato podem gerar de filhotes caso não sejam castrados:

quanto um animal pode gerar de filhotes

Esses números são assustadores. Em pouco mais de 10 anos, alguns poucos gatos poderiam fazer um estrago gigantesco na população dos animais nas ruas. Por isso, se você puder fazer a diferença junto de alguns amigos e castrar apenas 1 bichinho, já contribui muito para a sociedade. Além disso, animais abandonados acabam transmitindo doenças, pois são uma espécie de santuário de pequenos parasitas.

 

 

Adote Cães e Gatos de Forma Consciente!

Adotar um cão ou gato é uma atitude nobre. Mas antes de sequer cogitar isso, você precisa ter a certeza de que essa decisão é a melhor a ser tomada, pois adotar para devolver ou ainda abandoná-lo nas ruas daqui há algum tempo, definitivamente é um crime.

Existem alguns pontos que você deve levar em consideração e avaliar para não ter imprevistos e se arrepender.

 

Pontos para Levar em Consideração

  • Todas as pessoas que moram na mesma residência que você devem concordar com a adoção e estar dispostos a ter um novo membro na família.
  • Estar ciente do temperamento e das características do animal que você escolheu. Como ele se comporta? É mais calmo, mais agitado? Quais são as suas características? Pesquise e se informe MUITO antes de adotar um bichinho. Uma ótima alternativa para responder a essas questões é conversar com outros donos da mesma raça em grupos nas redes sociais e/ou, conversar com profissionais qualificados (veterinários, adestradores e até mesmo criadores).
  • Questão financeira: Ter um animal é comprar alimentação de qualidade, idas ao veterinário, remédios, pet shop (caso não dê banho em casa), escovação, etc. Tudo isso gera custo e você precisa saber dessas informações antes mesmo de adotar o seu cão ou gato. Com a imagem acima e também no infográfico, você viu que alguns custos são mensais e acabam não sendo tão baratos.
  • Atividades Físicas Diárias e Atenção: Os cachorros são completamente amorosos e dependentes de atenção e cuidados. Já os gatos, costumam ser mais independentes. Contudo ambos, precisam de carinho, dedicação e amor. Como qualquer relacionamento, você precisa investir tempo de qualidade para brincar, etc. Precisa levá-lo para passear, especialmente se você morar em apartamento. É aí que com certeza será necessário pelo menos uns 40 minutos de caminhada diariamente. Isso é algo essencial para controlar a ansiedade, fazê-lo gastar energia, socializar com outros ambientes fora de casa, fazer necessidades, etc. Além de, para você tutor, ser uma ótima maneira de ter hábitos mais saudáveis.
  • E a Limpeza? Quem Cuida? Outro ponto importantíssimo, que deve ser conversado com todos os membros da casa. O animalzinho vai fazer suas necessidades dentro da sua casa e, até que ele seja treinado, ele provavelmente vai fazer em lugares que você não vai gostar. Mesmo quando ele já estiver treinado, alguém precisa trocar o jornal, areia ou qualquer coisa que você use. Quem vai cuidar disso? A pessoa já está ciente? Está concordando com isso tudo?

É muito importante a compreensão e conscientização destes pontos pois a adoção de um cãozinho ou gatinho exige esforços diários e contínuos para o bem-estar de todos.

 

O Motivo Principal para Adotar um Cachorro ou Gato: Eles Sabem que Vão ser Adotados

Muitos acreditam que os animais são irracionais, que são incapazes de pensar/raciocinar. Eles com certeza sabem que foram rejeitados e abandonados e que, aquela família que erroneamente jurou amá-los, simplesmente desistiu deles. Tiveram que ficar na rua, em locais superlotados, muitas vezes contraindo doenças de outros animais doentes. Portanto, ao adotar um animal, você salva uma vida. Você irá transformar pra sempre a sua história e terá a oportunidade de dar um amor do que ele jamais recebeu.

Se não acredita, confira o vídeo abaixo que mostra a felicidade de um cãozinho ao ser adotado. Ele sabe que vai deixar aquela situação, ele sabe que terá uma segunda chance.  Todos podemos fazer isso, desde que, claro, de forma consciente. Vamos fazer a diferença juntos.

Este post tem o intuito de incentivar as pessoas que de alguma forma, comecem a valorizar a vida desses bichinhos abandonados e de valorizar o trabalho das pessoas que estão na luta para permitir que esses animais sobrevivam. Ajude, doe, compartilhe!

É muito importante ajudar! Você pode salvar a vida de milhares de animais.

 


Alguns mitos sobre a adoção de animais

Confira algumas das principais crenças que as pessoas têm em relação à adoção de animais:

 

  • (MITO) Os animais para adoção são cheios de doenças e sujos

As verbas arrecadadas através de doação para ONGs e Associações são justamente para providenciar uma vida nos padrões mínimos de qualidade e sempre que possível, provendo banhos e vacinas. É certo que eles não tem acesso à um cuidado completo de que necessitam pela falta de recursos, mas o básico eles têm, afinal, precisam disso para continuar vivendo.

 

  • (MITO) O cachorro já está pronto, perfeito e vai se adaptar perfeitamente à rotina da família

É uma mudança de vida, afinal esse animal estava acostumado à uma ONG, abrigo, CCZ, etc. Ele vai precisar de cuidados, treinamento, adestramento e principalmente tempo para se adequar. Mas uma coisa é certa: ele vai te amar incondicionalmente.

 

Você já viu como é o local que esses animais ficam (abrigos, ONGs, etc?). Olha essa reportagem que mostra a SUIPA, feita pelo Fabio Barreto:

  • (MITO) Os animais para adoção são todos problemáticos

A verdade é que um cão ou gato será o espelho do treinamento que ele teve. Se o antigo tutor não o treinou direito, ele não aprendeu o certo ou errado. Eles não nascem com essa percepção, assim como nós também não nascemos. Eles apenas precisam de um tutor cheio de amor para ajudá-los a entender o correto e agirem dentro do esperado com algum empenho da parte de seu novo dono.

 

  • (MITO) Os animais de abrigo são agressivos

Existem testes que são feitos justamente para entender o comportamento dos animais e se eles estão aptos para adoção ou não. Um animal agressivo nunca será colocado para adoção, afinal, ele pode causar danos às famílias que o adotarem. A saúde e a segurança do futuro tutor é de extrema importância.  E, antes de adotar, você pode visitá-lo durante algum tempo e analisar como seu futuro bichinho se comporta. Portanto, você não precisa se preocupar.


Considerações Finais

 

1) Não se deve adotar um animal quando não se tem total convicção de que essa é uma decisão certa. Todos os familiares devem estar cientes e deve-se refletir sobre as questões que foram levantadas nesse post, dentre outros pontos necessários.

2) Não se deve comprar um animal pela moda. Nestes casos, provavelmente estará ajudando a indústria que cria animais em fundo de quintal, sem qualquer tipo de preparo e forçam a procriação desses animais a qualquer custo – sem se preocupar com a saúde deles.

Quando for comprar um animal, entenda como escolher um bom canil ou gatil. Compre de alguém com experiência e que entenda tudo sobre a raça do animal a ser adquirido. Mas lembre-se, existem milhares de animais para adoção à espera de alguém com amor para cuidar. E com certeza a raça que tanto procura também estará disponível para adoção.

Adotar significa dar uma nova chance. Significa abrir espaço em um abrigo para outro animal ser resgatado da rua. Todos os animais são inteligentes e possuem sentimentos. Pergunte a qualquer pessoa que adotou e ela vai confirmar: eles são gratos e expressam essa gratidão com muito carinho e companheirismo. A sensação de fazer a diferença na vida de alguém é incrível.

A adoção de animais é uma forma de contribuir para que o quadro triste que apresentamos lá no começo se reverta e quem sabe um dia se resolva. Se você já está convencido, converse com amigos e família e mostre a importância da adoção.


 

 

Deixe uma resposta